quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Resposta do Amigo Acidental


Versos amigos

Um tempo depois de enviar uma carta a um amigo, "Carta ao amigo acidental" (2º post do blog: http://divalosofando.blogspot.com/2009/06/normal-0-21-false-false-false-pt-br-x.html), recebi uma poesia dele. Poesia de Cris. L. Vieira:


"As vezes ando só


Mas ela sempre está comigo.


Sonolento,


Lavando o que tenho sujo


Ou deixando para outra hora...


Para contemplar o que não conheço,


Para assistir algo com os amigos


Ou com meu fantasma doce e complexo.


As vezes me pego só e cabisbaixo.


Algumas vezes rindo com os amigos.


Em outras andando em silêncio.


Nas piores, vendo ela partir.


Tudo e todos ficam turvos,


Quem vai ou quem fica não importa,


É com ela que desejo partir.


Solitário, tremo ante o inominável da existência,


Cruzo linhas inimigas,


Vejo por um caleidoscópio,


O muro, o velho muro.


Se ando, ando só e sem vizinhos,


Entre uma multidão de janelas,


Diante do amontoado de gentes,


Em sobrados pequenos,


em becos e cortiços,


Em meio à todo o saber do mundo.


Como um fantasma, eu vago só."

25 comentários:

Alma Inquieta disse...

Olá Danizinha,

Muito lindo o poema.

Beijos de Portugal!

Ludmilla disse...

Ah deus Sartre, me de alguem a quem amar, e que me ame, afim de que me leve para onde vá.

Thamires Castro disse...

Oláa danizinha!
que bom q vc postou de novo... quer saber?
sinto falta dos seus posts, qse todo dia venho aqui pra ve se tem novidades, mas vc demora p. postar... adooooro vir aqui! =DDD
Adorei seu coment, realmente, as vzs precisamos trocar uam balada por filme né? uahsuas
Ahh, sobre o poema, eu amei essa parte:
" Solitário, tremo ante o inominável da existência"
Lindíssima!
Beeeeijos Daniziinha ;*

Maria Fe disse...

Dani!!
pois é, eu tento aproveitar, mas tb tenho meus momentos de melancolia, de deixar a vida passando em frente ao meu nariz...rs
adorei a poesia!!
e como disseram aí e cima: poste mais vezes!!
um beijão

Livinha disse...

Olá Dani, obrigada pela visita em meu recanto, esteja à vontade sempre...
Muito bonito teu recanto, entre uma viagem e outra, passarei por aqui, no teu divã...

Tenha um Feliz fim de semana
bjss

Dil Santos disse...

Oi mocinha, tudo bem?
Super massa o poema, adorei, rs
Então, é ótimo quando vem essas inpirações assim meio q do nada. adoorrooo.

Bjos
:)

J.R disse...

hahaha!! Doido? Que bom, é estranho ser normal né???


bjbj!!

J.R disse...

hahaha!!! Desculpa pessoa!! Só agora que vi q não comentei, eu li qdo postou, achei que tivesse comentado. Muito lindo o poema! Lindo mesmo, foi escrito por um amigo seu né?

Que diálogo heim???

O seu é bem carregado de sentimentos...

Adorei a trilha sonora...gosto bstte de Beirut.

Deculpe-me pelo lapso!!

ótmio fDS...bjs!

Neto disse...

boa a poesia heinn ^^
curti curtiii

Elisa no blog disse...

Danizinha,

Eu tb engordo, então procuro comer pouco para não engordar. Ou faço exercícios. Se como algo calórico hoje, amanhã como algo bem light. Adoro comer!

Vc chegou ao meu blog via JR?

Gostei da poesia. obrigada pela visita.
bj

cristal de uma mulher disse...

Ola linda amiga,obrigada por tua visita e fico aqui pregadinha eu teu canto bonito e charmoso...te eseguirei..meu beijos de luz

Ran Omelete disse...

Solidão é assim mesmo, é como um daqueles protetores para os olhos que as madames usam quando vão dormir. Nenhuma luz atrapalha seu sono pesado. Mas a luz está lá. Ou como aquelas coisas que colocam nos cavalos para que eles enxerguem apenas o que está na frente deles, não o que está ao lado. Eles andam sempre em frente, mesmo que o mundo continue a se agitar em torno dele.

Sergio disse...

Lindo Poema... Obrigado por compartilhar conosco... Bjosss

sawyer.03 disse...

Lindooo Poemaaaaa, vamus beber pq o mundo ta acabando
osksosksosk
bjus

O Iluminado disse...

Tava sumido mesmo!

Lindo o poema..eu tbm tennho andado muito só... e observando muito.

Quem sabe eu não aprendo algo novo?!

bjuss vô aparecer mais! :)

Ricardo Valente disse...

Muito bonito!
(gostei também, bastante, do comentário)
Beijo!

Flávia disse...

Muito lindo!! Apesar de falar da solidão...mesmo sempre rodeada de pessoas, me vi em certas frases...

Obrigada pela visita e ótima semana pra ti! Abraços.

Juliana Mendes disse...

Pxiiiiiiiii...
que lindo...
detesto amontoado de gente...
pareço um fantasma entre eles diversas vezes tbm!
^~

LADY DARK ANGEL disse...

MUITOOOOO LINDO MESMOOOOOOOO

Atreyu disse...

Diferenças positivas são o que tocam!!! Lindo seu poema

Patrícia Calheiros disse...

Visitando o seu blog ta bem legal...
http://ptcalheiros.zip.net

Hosana Lemos disse...

"Quem vai ou quem fica não importa,


É com ela que desejo partir."


que lindo!
*-*
todo o poema é lindo.
adoreii

Marcelo Novais disse...

Poema lindooo
morro de medo da solidão! =/
bjoos!

Carol disse...

Quem será o amigo acidental que te inspira assim? hehehe
bjsss

Flávia disse...

Danizinha,

Tem selo pra ti no meu blog.

Bjs.