quinta-feira, 4 de junho de 2009

FILME, VINHO E COMPANHIA cinecronica

Assistir a um filme é como apreciar um vinho. Posso comparar o cinéfilo ao enófilo: ambos são apreciadores apaixonados e não necessariamente sabem produzir o objeto de desejo. Posso comparar o vinho suave às comédias românticas porque são doces; fáceis de achar; seguem fórmulas simples; muita gente gosta (incluindo eu mesma), embora nem sempre admita porque sabe que não valem nada; o vinho seco aos filmes alternativos, pois nem todos sabem apreciá-los. Posso comparar as melhores uvas aos grandes atores: são fundamentais, mas sozinhos não garantem qualidade. E até que uma garrafa de vinho esteja em suas mãos para que você possa encher uma taça e degustá-lo, muitas pessoas trabalham para que isso aconteça. O mesmo pode ser dito para que você possa sentar na poltrona do cinema ou no sofá de casa para curtir um filme. E assim como o acompanhamento certo valoriza o sabor do vinho, a companhia certa valoriza a emoção do filme. No entanto, é fácil encontrar uma lista de vinhos para cada tipo de prato, já uma lista das melhores companhias para cada tipo de filme... Portanto, abaixo, apresento minhas sugestões. Começo exemplificando situações desastrosas conseqüentes de uma má escolha e, depois faço minhas sugestões que generalizei para facilitar.

FILME VS A COMPANHIA
Nada mais desagradável que ver um filme inapropriado para a companhia
EXEMPLOS:
Filme com muitas cenas de sexo com um parente mais velho ou de pouca intimidade: no mínimo embaraçoso
Dramas com muitos diálogos com uma pessoa dispersa: estressante
Comédia-pastelão com uma pessoa rígida, contida ao extremo: chato
Romance com um pretendente: apelativo, cafona e estranho. (este tópico será abordado novamente mais abaixo)
Filme alternativo com qualquer pessoa que esteja habituada a formulas bem mastigadas: decepcionante

CIA & FILME: A ESCOLHA ACERTADA
Concluo que acertando o gênero, aumentam-se as chances de se ter um bom momento com a companhia disponível
Paquera na fase inicial: suspense, aventura
Super afim de alguém: terror (a menos que a pessoa deteste este gênero, pode ser legal ainda que o filme seja ruim)
Amigo: terror, comédia-pastelão, ação, aventura, guerra e suspense
Amiga: comédia romântica, romance, suspense, drama.
Homens acima dos 40: faroeste, policial, guerra, ação e suspense
Galera: terror, comédia-pastelão, aventura, ficção e suspense, mas, claro que há exceções.
Gênero coringa: suspense
Considero a analogia entre filme e vinho muito interessante e pode ir longe. Contudo, por hora vou encerrá-la com uma única frase: O vinho até pode ser ordinário, o filme até pode ser medíocre, mas, a companhia tem quer ser agradável.

UM FILME, UM ENCONTRO

Romance com um pretendente: apelativo, cafona e estranho

Por que é inapropriado ver romance com um pretendente?! Oras, mas não é inspirador?

Bem, em minha opinião não.

Vocês estão na fase do "se conhecendo", não tem muita intimidade, tudo ainda é tabu. Certo? Aí, vão ver um romance no qual o casal central se conhece, se apaixona, cria laços, tem relações intimas, se separa e se o final for feliz, ficam juntos para sempre. Pois bem, isso pode paracer maravilhoso, mas, acredite, é estranho. É, esse tópico é polêmico, imagino que muitos discordem.

Eu penso assim porque particularmente já passei por isso e me senti desconfortável. Pode ser bobagem, mas parece forçação de barra. O tiro pode sair pela culatra. Porque o filme pode ser breguinha e o outro pode comentar o quão meloso o filme é. E ver até o fim um filme que não está agradando sua cia é desconfortável pra caramba.

O romance pode criar um clima tenso, gerar uma sensação de obrigação de "beijo".

Esta na fase inicial da paquera e decidiriam ver um filme em casa? Fique longe de romance e comédia-romántica porque pode ser muito cafona e apelativo. Minha dica é: escolha um suspense ou uma aventura. Procure se informar previamente lendo a sinopse e a crítica de uma fonte confiável.

Se optar por aventura, ação ou policial dê preferência pra filmes mais comerciais do tipo blockbuster. Agora, o suspense é coringa. Bom ou ruim o suspense sempre tem mais chances de criar envolvimento, cumplicidade. Suspense revela muito sobre a personalidade das pessoas. O suspense desvia a atenção para o mistério. Resolver juntos este mistério pode criar uma conexão bacana e permitir que as coisas rolem naturalmente.


by Daniella Dal'Comune-2008

3 comentários:

Carol disse...

Dani, amei o texto! Só discordo da parte que diz que resolver o mistério do filme juntos pode ser uma boa! Eu odeio conversar durante o filme! hahaha Especialmente se eu ainda não vi!
Com relação às comédias românticas, elas são maravilhosas, mas apenas para as mulheres. Os homens detestam!!! hehe
E parabéns pela analogia cinema-vinhos!
Bjs

DANIZINHA disse...

rs...falar durante o filme não é muito bom..da vontade de trucidar...mas se for um encontro romantico acaba ficando mais leve e uns comentarios soltos não matam ninguém..
rs
Que bom que gostou da minha anologia. E eu gosto de comédias-românticas tbem, como coloquei no texto, assim como gosto de vinho suave. rsrs valeu... =)

Eduardo Franciskolwisk disse...

adorei a frase...

O vinho até pode ser ordinário, o filme até pode ser medíocre, mas, a companhia tem quer ser agradável.